Sessão Pipoca – Trumbo – Lista Negra

Olá Leitores e Leitoras!!

 

Quando sai a lista dos nomeados ao Academy Awards, conhecido popularmente como Oscar, fico doida pra assistir todos, como foi quando lançou O Regresso (link). Outros títulos não tem jeito vão ficando pra depois e às vezes até cai no esquecimento.

Trumbo – A lista negra com Bryan Cranston, Diane Lane, Helen Mirren e direção de Jay Roach foi ficando pra depois, mas assisti ainda esse ano. O filme fala basicamente da vida e da carreira do roteirista Dalton Trumbo. Daqui pra frente vai ter alguns spoilers, mas não vai estragar a experiência de quem quiser assistir.

Ele era um comunista que vivia nos EUA nos tempos da guerra fria e ele simplesmente ganhava a vida escrevendo roteiros para o cinema. Sua genialidade na criação de diversas histórias fez dele o roteirista mais bem pago da época.

trumbo

Mas como nem tudo são flores, quando as coisas na Guerra fria começaram a esquentar, Trumbo e diversos associados ao partido comunista americano foram boicotados por pressão da imprensa, da população e pelos estúdios. Eles foram colocados em uma Lista Negra, na qual nenhum estúdio poderia contratá-los. Além disso, Trumbo e seu grupo foi preso por desacato numa treta muito doida que os incriminava pelo simples fato de serem e pensarem diferente.

Após cumprir sua pena Trumbo precisa voltar a trabalhar, mas como ele estava na tal lista negra ninguém quer colocar o nome dele nos filmes e correr o risco de também ser preso por associação a comunistas. Com isso ele começa escrever para um estúdio bem chinfrim para pagar suas contas e sobreviver usando diverso Pseudônimos.

Trumbo começa a trabalhar em paralelo escrevendo vários roteiros ao mesmo tempo, praticamente não vivia nesse período, quem já viu ou vai assistir, verá Trumbo com uma prancheta escrevendo dentro de uma banheira onde ele tentava relaxar os músculos enquanto escrevia.

Nas escondidas vieram vários prêmios como (pesquisar os oscar de melhor roteiro que ele ganhou só lembro da princesa e o plebeu e espartacus mas não fala de espartacus aqui não).Começa o burburinho sobre a autoria dos tais roteiros e grandes estúdios voltam a procurar Trumbo.

Quando escreve Espartacus estrelado por (Kirk Douglas) todos já desconfiam que Trumbo estava de volta a ativa e então ele e os produtores resolvem colocar o nome no filme.

É muito emocionante ver o nome de Trumbo nos créditos do filme após tudo que ele passou, é o reconhecimento de seu trabalho. Analisando tudo, após todo o ocorrido, chega ser ridículo saber que pessoas achavam que não deveriam ver um filme, ou ouvir um concerto só porque o autor destes tinha ideologia pessoal contrária a sua.

O que fica pra minha vida é: julgar menos e apreciar mais, pois independente de quem esteja contando uma história de ficção eu posso acabar gostando.

Afinal quase todo americano gostou do trabalho de um comunista durante a guerra fria.

Como de costume aqui está o trailer:

Beijos e até a próxima.

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *