Rio 2016 – Histórias Inspiradoras.

 Olá Leitoras e Leitores!!!

 

As olimpíadas já se aproximam do fim e eu não queria deixar de falar sobre elas.

Primeiro tive que dar o braço a torcer logo no primeiro dia, porque assim como muitos brasileiros eu estava chateada com o fato de tantas coisas fundamentais para nós terem ficado de lado para que pudesse ser viabilizado a Rio 2016. Mas mesmo dividida entre a razão e a emoção, estava disposta a assistir os jogos. Logo na abertura eu não aguentei e chorei, me emocionei sim, a festa estava linda e me fez sentir orgulho de ser brasileira. Quando aquele 14 bis decolou, nossa foi demais e vários outros momentos também.

Mas o que tem ganhado mesmo meu coração nesses jogos são as histórias contadas para todo O mundo ver e ouvir, são muitas. E hoje quero fazer um resumo daquelas que mais me inspiraram, para que você possa se inspirar também e batalhar pelo o que acredita.

A primeira, uma nadadora Yursa Mardini, de 18 anos, que veio para as olimpíadas na delegação de refugiados. Detalhe, pela primeira vez isso acontece em uma olimpíada. No dia em que ela e mais 20 pessoas tentavam fugir em um barco com capacidade para apenas 6, o barco não aguentou e começou a afundar. Ela e mais duas pessoas, as únicas que sabiam, nadaram por mais de 3 horas para salvar a todos. Hoje ela mora e treina na Alemanha e em uma de suas entrevistas ela disse que a natação salvou a vida dela. Este é o pequeno pedaço de sua história que ficamos sabendo, mas que com certeza é repleta de desafios, lutas e conquistas.

yursa

No meio dos jogos me deparo da com a notícia de uma amazona holandesa que desistiu da competição para poupar o seu cavalo. No dia anterior ele havia sido picado por um inseto que trouxe alguns problemas para a saúde dele. Mesmo tendo melhorado, ela avaliou que o cavalo ainda não estava em condições, que seria exigir demais do animal e então desistiu da competição. Ela terminou em 4º no ranking, abandonou sua chance de medalha por algo que ela considerava mais importante, a saúde do seu amigo e companheiro, como ela mesmo o chamou em um texto publicado em seu Facebook. Uma demonstração de amor ao próximo sem tamanho né?!

 

Uma das frases que mais me marcaram até o momento foi da ginasta Simone Biles, americana de 19 anos, dona de alguns títulos mundiais e que fez história nessas olimpíadas. Terminou sua participação como uma da maiores ginastas da história com 4 ouros e 1 bronze. Por esse desempenho ela vem sendo comparada a outros grandes atletas, mas em uma entrevista ela soltou a frase “Não sou a próxima Usain Bolt ou Michael Phelps. Sou a primeira Simone Biles”

 

Sabe aquela admiração que temos por algumas pessoas quando somos crianças e por vezes nos pegamos desejando ser como ela, pois é, o nadador Joseph Schooling, de apenas 21 anos competiu com seu ídolo Michael Phelps e ainda ganhou o ouro. Antes da competição havia sido divulgada uma foto onde o Joseph tinha apenas 13 anos e estava ao lado de Phelps, ele treinou muito nesses 8 anos e conseguiu ganhar daquele que é o maior nadador da história.

 

E para encerrar como não falar da Rafaela?! A primeira medalha de ouro do Brasil veio dela no Judô, com uma história incrível de luta e superação. Ela havia perdido nas últimas olimpíadas (Londres) e por isso foi muito atacada por diversos lados, mas ela pegou tudo isso e com muito sacrifício conseguiu transformar em força para chegar até aqui e fazer a melhor competição que podia. Me lembro do dia que ela ganhou, ela chorou muito e eu chorei junto.

“Não é a cor, não é o dinheiro, não é nada que vai fazer você conquistar essa medalha. É só a vontade, a garra e a determinação que você tem dentro de você. ” Rafaela Silva

Não importa qual é a sua luta, a sua dificuldade, o seu sonho: é possível. Esses e tantos outros atletas estão aí para nos mostrar que com garra e determinação o resultado vem.

Pode parecer clichê eu escrever isso e talvez seja, mas a cada dia que passa eu tenho mais certeza de que as nossas conquistas dependem da gente, do quanto de energia que a gente coloca.

Tire aquele seu sonho, projeto, ideia da “gaveta” e faça dar certo. Se inspire por essas e tantas outras histórias que estamos tendo o privilégio de ver acontecer em nosso País.

Beijos e até a próxima.

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *