Eu também já fui mãe na teoria.

Olá meninas, faz tempo que não escrevo sobre a maternidade e outro dia estava pensando em como essa função (de ser mãe) nos faz pensar e repensar a conduta da educação dos nossos filhos o tempo todo.

Então resolvi escrever sobre – principalmente – as coisas que eu falei que não iria fazer enquanto mãe e “paguei a minha língua”.

É muito fácil sermos mães na teoria; dizer o que deve ou não ser feito a uma criança, ou o que se deve ou não permitir que ela coma, entre tantas outras coisas… Desde coisas pequenas como “meu filho não vai brincar com controle remoto ou com meu celular”, ou até mesmo “meu filho não vai bater no meu rosto”, ou um clichê quando vemos alguma criança fazendo pirraça em um restaurante “ahhh se fosse meu filho”

Tudo isso, é bem provável que seu filho tente. Tem coisas que você vai passar por cima e de certa forma, passa a aceitar, mas tem coisas que estão tão entranhadas no seu manual de educação (que você mesmo criou na sua cabeça) que não dá para passar por cima, de JEITO NENHUM.

Eu só tenho uma coisa a dizer para aquelas mães na teoria: Sua hora vai chegar rs.

Brincadeiras à parte, a maternidade é um aprendizado constante, onde somos rotuladas e criticadas o tempo todo e por todos.

O que acho mais fundamental é tomarmos as decisões que julgamos importante e correta para a educação dos nosso filhos e deixar de lado aqueles olhares atravessados e quaisquer opiniões que possam vir a partir de nossas ações.

Ninguém ama mais os meus filhos que eu. Devemos nos permitir errar, devemos nos permitir recomeçar e tentar quantas vezes for necessário. O que não devemos é agir para agradar aos outros. O que de forma nenhuma impede que escutemos as pessoas que nos amam e estão de fora em algumas situações. É fato que vivemos intensamente nessa rotina, com um misto de correria no trabalho, filhos, casa, marido e muitas vezes não conseguimos nos colocar fora de alguma situação para avaliar nossas próprias posturas.

Mas de um modo geral o que temos mesmo visto nos dias de hoje são as eternas críticas do que devemos fazer ou de como devemos criar nossos filhos.

Na nossa humilde opinião, devemos criar de acordo com o que queremos para o futuro deles, tendo sempre em mente de que toda ação tem uma reação e não estou falando da física rs.

Ser mãe na prática vai muito além do que se lê em livros e internet. É viver um dia de cada vez no eterno conflito do que você deseja para o futuro do seu filho e a cruel incerteza de como realmente ele vai ser quando crescer!

Sabedoria e muito amor pra todas nós, mães! Grande beijo e até a próxima 😀

IMG_5710image

CompartilheShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

2 Comentários

  1. Eliane Bragança l . Bueno

    Muito bom e verdadeiro seu texto.
    Bjs.

    Responder
    1. Comadre (Publicações do Autor)

      Obrigada Eliane. Sempre aprendendo né? Beijos

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *